Cantor, compositor e violonista, Marcus Lima desenvolveu e amadureceu sua arte atuando como interprete em hotéis, Pubs e bares da orla carioca.

Em busca do aperfeiçoamento afinou parcerias com grandes músicos, poetas e artistas e se arriscou testando a força de suas canções pelos festivais por todo o Brasil, aprendendo e absorvendo o melhor de toda aquela atmosfera criativa e inspiradora, ingredientes fundamentais e muito semelhantes aos que precederam o surgimento dos grandes clássicos da Bossa Nova e da música brasileira conhecida internacionalmente.                                   

Bebendo na água da Bossa e de seus ilustres discípulos, de toda uma geração de compositores cantores como Caetano Veloso, Gilberto Gil, João Bosco, Gonzaguinha, Ivan Lins, Djavan, Chico Buarque, entre outros menos conhecidos como Márcio Proença e Sergio Natureza (esses dois últimos que mais tarde se tornariam também parceiros), criando um elo evolutivo de gerações por onde sua música transita e segue uma linhagem de estética e estilo de interpretação que revelam sua matriz.

Como ele mesmo diz: “a fila já andou... muitas coisas aconteceram e evoluíram nesses anos, mas a beleza da música brasileira está no nosso DNA e tem que continuar encantando o mundo na elegante batida de um bom violão”. A Bossa é sempre nova... Novas tecnologias, novas levadas, novos Autores, Novas canções”.

Neste dia em especial será o lançamento da nova edição da "Agenda da Música Brasileira" do jornalista Luís Pimentel em parceria com o IMMUB (Instituto Memória Musical Brasileira) que contará com show de Marcus Lima e Silvério Pontes relembrando os tempos que se apresentavam nos famosos happy-hours do "Árabe do Centro" em Niterói.

Marcus Lima - voz e violão e Silvério Pontes - trumpete

Dias 30 de novembro 2017 - 20:30h

Data do Evento: 
quinta-feira, 30 Novembro, 2017 - 20:30
Nome do Local: 
Bar Itália
Participações Especiais: 
Silvério Pontes
Endereço do Local: 
Avenida Prefeito Sylvio Picanço, 651 - Charitas - Niterói
Ingressos: 
R$12
Ficha técnica: 

Cantor, compositor e violonista, Marcus Lima desenvolveu e amadureceu sua arte atuando como interprete em hotéis, Pubs e bares da orla carioca.

Em busca do aperfeiçoamento afinou parcerias com grandes músicos, poetas e artistas e se arriscou testando a força de suas canções pelos festivais por todo o Brasil, aprendendo e absorvendo o melhor de toda aquela atmosfera criativa e inspiradora, ingredientes fundamentais e muito semelhantes aos que precederam o surgimento dos grandes clássicos da Bossa Nova e da música brasileira conhecida internacionalmente.                                   

Bebendo na água da Bossa e de seus ilustres discípulos, de toda uma geração de compositores cantores como Caetano Veloso, Gilberto Gil, João Bosco, Gonzaguinha, Ivan Lins, Djavan, Chico Buarque, entre outros menos conhecidos como Márcio Proença e Sergio Natureza (esses dois últimos que mais tarde se tornariam também parceiros), criando um elo evolutivo de gerações por onde sua música transita e segue uma linhagem de estética e estilo de interpretação que revelam sua matriz.

Como ele mesmo diz: “a fila já andou... muitas coisas aconteceram e evoluíram nesses anos, mas a beleza da música brasileira está no nosso DNA e tem que continuar encantando o mundo na elegante batida de um bom violão”. A Bossa é sempre nova... Novas tecnologias, novas levadas, novos Autores, Novas canções”.

Neste dia em especial será o lançamento da nova edição da "Agenda da Música Brasileira" do jornalista Luís Pimentel em parceria com o IMMUB (Instituto Memória Musical Brasileira) que contará com show de Marcus Lima e Silvério Pontes relembrando os tempos que se apresentavam nos famosos happy-hours do "Árabe do Centro" em Niterói.

Informações: 
21 2619-8634
Banner do Evento: