A partir de 1990, a carreira do cantor e compositor MARCUS LIMA vem se caracterizando por um investimento empenhado em direção à sua afirmação como um novo talento, reconhecido pela qualidade inovadora de seu repertório e de sua interpretação vocal singular. No amadurecimento como intérprete, MARCUS LIMA atua há muitos anos e já pôde mostrar o seu trabalho em duas turnées pela Europa, em 1991 e 1994.

Em 1995 foi finalista do “FESTIVAL DA CANÇÃO DO RIO DE JANEIRO”, com a música “BATISMO DO MAR”, samba que nomeia seu primeiro CD. Em 1997, participou e venceu o “FEMPOP - Festival de Música Popular”, em Baurú (SP) com a música “QUINZE ANOS”, parceria com Ivor Lancellotti, recebendo das mãos de Mário Lago além do prêmio o troféu que exibia seu nome, homenageado especial do evento.

O primeiro CD, independente, contou com a participação de músicos consagrados como Márcio Montarroyos, Marcelo Martins, Cláudio Jorge, Léo Ortiz entre outros e, à partir da sua divulgação, possibilitou chamar a atenção de alguns artistas para as suas qualidades como compositor e melodista, como por exemplo Danilo Caymmi que gravou a balada “QUEM DERA”, de sua autoria com Márcio Proença e Marco Aurélio.

No ano de 2000, o artista foi convidado a participar do “Novo Canto 2000”, projeto de incentivo para renovação da MPB. Entre os 30 novos talentos do projeto, foram escolhidos os dez melhores para se apresentarem num grande show no palco consagrado do Canecão - RJ, entre eles MARCUS LIMA.

Em 2002, foi contemplado com mais duas vitórias em Festivais de Música: foi o vencedor do 1º PRÊMIO FASG DE MÚSICA (São Gonçalo - RJ) com a música “APERTE O PASSO” e do 32º FESTIVAL DA CANÇÃO DE BOA ESPERANÇA (MG), com a canção “DEIXE ABERTA”, recebendo além do prêmio, o troféu “Lamartine Babo”. Em julho de 2005, com o samba “Danada” em parceria com a poeta Elisa Lucinda, venceu o IX Festival de Música e Ecologia de Angra dos Reis.

No seu segundo CD que se intitula “Quem Canta” e é composto de onze faixas, sendo nove de sua autoria e de suas parcerias com outros compositores dentre eles Márcio Proença, Ivor Lancellotti, José Francisco e Sérgio Natureza, o artista pretendeu acrescentar um colorido às canções, traçando um elo entre o que está sempre por vir - o novo - e o que nunca se pode esquecer - as nossas origens.

Ele se aproximou mais de seu desempenho no palco e pôde mostrar a grande mistura de influências da M.P.B., num vasto e rico caminho rítmico e melódico.

A introdução das guitarras elétricas, que trouxeram mais “vigor” às novas canções e um “frescor” nas de natureza mais tradicionais, foi o elo que o artista buscou para unir músicas tão distintas em um só disco propondo um trabalho livre de rótulos e com plena liberdade de expressão artística. MARCUS LIMA teve importantes parcerias como a SBACEM – Sociedade Brasileira de Autores, Compositores e Escritores de Música, Cia. Águas de Niterói e o selo Niterói Discos, que através do produtor J.C. Carino encampou toda a concepção artística do produtor e guitarrista catarinense Luiz Meira.

O CD “Quem Canta” foi indicado para concorrer em três categorias ao PRÊMIO TIM DE MÚSICA 2005, e a canção “Deixa Aberta”, segunda faixa do CD, vem sendo inserida na programação de diversas rádios brasileiras. Em julho de 2007, Marcus Lima venceu por mais um ano consecutivo o Festival de Música e Ecologia de Angra dos Reis, arrebatando o bicampeonato e ainda mais dois prêmios com a música “A Festa”, parceria com Márcio Proença: o de melhor intérprete e de melhor arranjo. Em janeiro deste ano foi um dos dez classificados no 3º Concurso de Marchinhas Carnavalescas da Fundição Progresso (que recebeu em torno de 700 inscrições), com a música “Dona da Noite” de parceria com Márcio Proença, marchinha romântica tradicional. E no final de março o cantor e compositor venceu o BOTUCANTO 2008 com a música “Danada”, parceria com Elisa Lucinda. O Botucanto está na sua 5ª Edição e acontece na cidade de Botucatu/SP.

Lançou seu terceiro cd "Marcus Lima", que foi produzido por João Carlos Carino, e tem se apresentado em diversas cidades com o show “Ô Danada”, de música e poesia, com a atriz e parceira Elisa Lucinda.

Em 2009 uma grande alegria: teve a sua canção “O Sono dos Justos”, em parceria com Márcio Proença e Rodrigo Sestrem, gravada por Alcione em seu recém lançado cd “Acesa”.

Em 2010 foi contemplado com mais uma vitória em festival, desta vez o VII FEMUVRE, em Volta Redonda, município do Estado do Rio de Janeiro, ganhando também o prêmio de melhor intérprete, além de ter tido a honra de dividir o palco com a cantora Alcione que gravou a sua música “O Sono dos Justos”, em parceria com Márcio Proença e o baiano Rodrigo Sestrem em seu cd “Acesa”, no Projeto “Sete em Ponto” no Teatro Carlos Gomes.

Em 2012, participou e foi mais uma vez premiado numa importante mostra de samba que acontece anualmente em São Paulo: o SP Exposamba, dentre mais de 1000 sambas inscritos de todas as regiões do Brasil. Neste ano também recebeu um convite da FGL Music, gravadora francesa de Thierry Wolf que veio ao Brasil exclusivamente para conhecer novos talentos representativos de nossa música, para gravar um cd em Paris interpretando clássicos da Música Popular Brasileira e juntamente com mais dois músicos brasileiros radicados lá, o compositor também teve seu samba “Nova Paixão”, parceria com Márcio Proença, incluído no cd que assim que lançado, tem previsão de tournée nos países da União Europeia.

Paralelo às atividades nos palcos, seja em seu show autoral, nos festivais pelo país ou mesmo no show de música e poesia que divide com sua parceira Elisa Lucinda, o compositor resolveu apostar num novo formato de gravação e, como uma entressafra musical, ele com o apoio e parceria do IMMUB – Instituto de Memória Musical, lança neste mês de junho o seu EP de nome “Plano B”, com apenas cinco músicas, sendo quatro inéditas com a primorosa produção de Arthur Maia e João Carlos Carino, participação especial de Elisa Lucinda na faixa que abre o EP e mais “Deixa Aberta”, canção de seu segundo cd, vencedora de vários festivais de música e sempre pedida nos shows do compositor.

Alguns lugares onde já se apresentou:

  • Café Teatro Rival - RJ
  • Teatro Gonzaguinha - RJ
  • Teatro Municipal de Lajes - SC
  • Teatro da UFF - RJ
  • Teatro da UERJ - RJ
  • Teatro Municipal de Niterói - RJ
  • Museu do Telephone - RJ
  • Nó na Madeira - RJ
  • Musik Klub im Stadtgarten - Alemanha
  • Café Kontrapunkt - Áustria
  • Brasilianisches Bistrô Bar Café - Alemanha
  • Latitude Brazil - Suíça
  • Supremo Musical - SP
  • Sala “Vinícius de Moraes” - TOM BRASIL - SP
  • Villágio Café - SP
  • Teatro Gay-Lussac - RJ
  • Vinícius Piano Bar - Ipanema / RJ
  • Mistura Fina - RJ
  • Teatro SESC - São Gonçalo / RJ
  • Canecão - RJ
  • Teatro SESC - Niterói /RJ
  • Estrela da Lapa - RJ
  • Centro Cultural Carioca - RJ
  • Espaço Cultural Alameda das Flores – Banco Real – SP
  • Teatro Ruth Escobar – SP
  • Rio Scenarium – Centro Antigo RJ
  • Teatro Carlos Gomes

Prêmios e Festivais:

Vencedor do FEMPOP – Festival de Música Popular – Baurú (SP)
Troféu Mário Lago –  setembro 1997
Música: “Quinze Anos” – parceria com Ivor Lancellotti

Projeto “Novo Canto 2000” – entre os dez escolhidos para se apresentarem no show de encerramento que aconteceu no Canecão/RJ
Músicas:
“As Coisas são Assim” – Márcio Proença e Marco Aurélio
“Aperte o Passo” – parceria com Ivor Lancellotti

Vencedor do 1º Prêmio FASG de Música – São Gonçalo (RJ) – janeiro 2002
Música: “Aperte o Passo” – parceria com Ivor Lancellotti

Vencedor do 32º Festival de Canção de Boa Esperança (MG)
Troféu Lamartine Babo - setembro 2002
Música: “Deixa Aberta” – parceria com Márcio Proença e José Francisco

Vencedor do IX Festival de Música e Ecologia de Angra dos Reis – 2005
Música: “Danada” – parceria com Elisa Lucinda

Indicado para participar da 3ª Edição do Festival IBM – 2005 com o CD Quem Canta

Indicado com o CD Quem Canta em três categorias do Prêmio TIM de Música 2005:

  • melhor cantor
  • mehor disco
  • melhor música

4º Lugar no 31º Festival Nacional de Música de Ilha Solteira/SP – novembro 2005
Música: “Jurandir” – parceria com Márcio Proença

Vencedor do X Festival de Música e Ecologia de Angra dos Reis – 2006
Música: “A Festa” – parceria com Márcio Proença
Prêmio de Melhor Intérprete
Prêmio de Melhor Arranjo

4º Lugar no XI Festival de Música e Ecologia da Ilha Grande/RJ – 2007
Música: “Trinca de Noel” – parceria com Márcio Proença

Finalista no início de 2008, entre os dez classificados no 3º Concurso de Marchinhas Carnavalescas da Fundição Progresso/RJ
Música: “Dona da Noite” de parceria com Márcio Proença

Vencedor do V BOTUCANTO 2008 – Botucatu – São Paulo – março 2008
Música: “Danada” – parceria com Elisa Lucinda

Vencedor do VII FEMUVRE 2010 – Volta Redonda – Rio de Janeiro – junho 2010

Música: “Deixa Aberta” – parceria com Márcio Proença e José Francisco / Prêmio de Melhor Intérprete

2º Lugar no SP- Exposamba 2012 – São Paulo – SP – Janeiro à Junho/2012

Música: “Trinca de Noel” – parceria com Márcio Proença