A partir de 1990, a carreira de MARCUS LIMA vem se caracterizando por um investimento empenhado em direção a sua afirmação como um compositor da nossa Música Brasileira, reconhecido pela qualidade inovadora de seu repertório e de sua interpretação vocal singular. No amadurecimento como intérprete já pôde mostrar o seu trabalho em quatro turnês pela Europa, em 1991, 1994, 2014 e 2015, divulgando a nossa música em países como Portugal, Alemanha, França, Suíça e Noruega. 

​Na sua trajetória, participou e venceu importantes Festivais de Música de cunho competitivo pelo país, recebendo prêmios em dinheiro além de troféus significativos e lançou quatro CDs, sendo três autorais e um totalmente produzido em Paris pela FGL Music - gravadora francesa - interpretando clássicos da MPB, além de um EP.

Neste ano, duas de suas canções entram numa nova seara: as telas de cinema, trazendo uma nova perspectiva musical, nacional e internacional para o compositor. A balada “Deixa Aberta” (Marcus Lima | Marcio Proença | Zé Francisco) foi incluída na trilha sonora do filme de produção luso-brasileira “Alguém Como Eu”, de Leonel Vieira, com estreia simultânea nos dois países. E o samba “Fala Malandro” (Marcus Lima e Márcio Proença), foi incluído na trilha da comédia francesa “Le Sens de la Fête”, de Eric Toledano e Olivier Nakache e terá sua estreia internacional ainda neste mês de outubro.

Autor: 
Zizi Korel
cartaz de divulgação do filme
sexta-feira, 20 Outubro, 2017